Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 40 em Sab Jul 29 2017, 02:39
Últimos assuntos
» Material - PDF Economia de Mercado, Conceitos Fundamentais de Economia e vídeo
Qua Jun 05 2013, 17:25 por Ludimila Lima Campos

» Material para NP2
Seg Jun 03 2013, 13:06 por Davi Domiciano

» Lista de exercícios para NP2 - Revisão!
Ter Maio 28 2013, 17:47 por Adson Honori

» Revisão NP2 - Respostas - Adson
Ter Maio 28 2013, 16:54 por Adson Honori

» Material para a avaliação NP2
Seg Maio 27 2013, 13:40 por Davi Domiciano

» Material sobre David Hume
Sab Maio 25 2013, 13:28 por ANA FLAVIA

» Dramatização : Psicologia : Alienação Parental
Qua Maio 22 2013, 22:57 por Adson Honori

» Resumo: Marx
Qua Maio 15 2013, 14:41 por Adson Honori

» Resumo: Kant
Seg Maio 13 2013, 15:31 por Adson Honori

Janeiro 2019
SegTerQuaQuiSexSabDom
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031   

Calendário Calendário


Resumo: Kant

Ir em baixo

Resumo: Kant

Mensagem por Adson Honori em Seg Maio 13 2013, 15:31

Resumo sobre Kant, o que mais tem relevância na minha opinião:

Kant: filósofo alemão, de Königsberg; (1724-1804)
Criticismo: doutrina filosófica estabelecida a partir das críticas ao empirismo e ao racionalismo; objetiva estudar o processo pelo qual se estrutura o conhecimento.
Conhecimento = interação de condições materiais advindas da experiência (o que os sentidos percebem) com condições formais do conhecimento (o que a razão faz com que os sentidos percebam).
Racionalismo kantiano = os sentidos coletam os dados, a razão elabora e organiza, temos pois: a razão prática e a razão teórica.
Ética kantiana: é revolucionária, pois afirma ser a razão humana insuficiente para alcançarmos o modelo ideal de felicidade humana; incapacidade de fornecer todas as explicações e de produzir todas as deduções sobre temas como a existência, o querer, o escolher eticamente; a prática moral fundamentada pela lei e não mais apenas pela pura experiência, quer-se garantir a igualdade entre os seres racionais.
Direito e moral: se relacionam à exterioridade e à interioridade, ou seja, aquele que age pautado pelo direito, o faz obedecendo leis externas (positivadas), já àqueles que agem motivados por valores morais, o fazem respeitando sua interioridade ética; surge assim: moralidade e juridicidade de uma ação, a primeira pressupões autonomia, liberdade e auto-convencimento, a segunda coercitividade. Neste contexto, o Estado será o garantidor dos direitos, que regulamenta o convívio das liberdades, mas agindo de forma coercitiva contra aqueles que afrontarem ou obstruirem estes direitos.
À paz perpétua: Kant defende uma associação entre Estados, evitando-se guerras e disputas armadas sem a perda da soberania, surge pois o embrião do Direito Internacional. A paz é a finalidade da história humana.
Conclusão: Kant faz da ética o lugar da liberdade. Usa preceitos deontológicos (dever-ser) para pregar e agir com ética. Faz residir no dever a preocupação ética.

_________________
Att. Adson Honori
avatar
Adson Honori
Admin

Mensagens : 82
Data de inscrição : 27/02/2013
Idade : 41
Localização : Palmas TO

Ver perfil do usuário http://www.anjoazulto.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum